Warning: call_user_func() expects parameter 1 to be a valid callback, no array or string given in /home/dkamioka/kamioka.com.br/dkey/wp-content/plugins/akismet/widget.php on line 126

Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/dkamioka/kamioka.com.br/dkey/wp-content/plugins/akismet/widget.php:126) in /home/dkamioka/kamioka.com.br/dkey/wp-content/plugins/wordpress-mobile-pack/plugins/wpmp_switcher/wpmp_switcher.php on line 506
The Key. «

The Key.

Filling the REAL void.

Trilha sonora

August 27, 2009 // by Diogo Kamioka

Estive pensando, todo bom filme tem que ter uma boa trilha sonora, certo?

E qual trilha sonora seria boa pra montar minha EuroTrip?

Sugestões?

Estive pensando em começar com Beatles, o que acham? Mas acho que não deveria me limitar somente à isso…

Achei esse site, interessante!

http://citysounds.fm/

Vamos para a Europa?

August 11, 2009 // by Diogo Kamioka

Desde que eu assiti o filme “EuroTrip” (Passaporte para confusão, em português) uma recomendação do meu amigo Du Maekawa, fiquei com uma ótima impressão da Europa, coisa que para ser sincero nunca tinha me atraído.

O filme? É bem idiota, mas é o tipo de idiota que eu acho engraçado. Não chega a ser estúpido, como aqueles “Todo mundo em pânico” mas também não é nenhuma comédia mais elaborada.

Bom, dai esse ano me surgiu a idéia louca de ir visitar a Europa. Parece que várias coisas estão acontecendo para essa viagem se tornar realidade. Eu não planejei nada ainda, mas o que for acontecendo, pensei em documentar, com textos, fotos, vídeos e etc.

E que melhor lugar para fazê-lo do que via um blog, twitter e etc?

Então essa será uma side-story do meu blog. Espero que aconteçam muitas aventuras no decorrer disso tudo. Estou disposto a documentar tudo, desde o início!

Então, vamos para a Europa?!

Planejamento

March 10, 2009 // by Diogo Kamioka

Estive pensando esses dias. (O que como diria um amigo meu “Good start”)

Eu não sou um cara com um bom planejamento de vida.
Conheço tanta gente que é tão organizada, disciplinada, propõem metas mensais, semanais, diárias e até mesmo por hora.

Eu não sou um desses caras. Gostaria de ser. Estou tentando mudar para ser. E posso dizer que já fui pior. Hoje já fico muito feliz de poder dizer que eu uso um calendário/agenda. Coisa que nunca consegui fazer.

Ao pensar nessas coisas, fico me auto-avaliando e percebo que na verdade, eu até tenho alguns objetivos setados. Por exemplo, eu quero me casar, constituir uma família, ter alguns filhos. Pretendo investir continuamente em mim mesmo (finalmente me formei ano passado, e iniciei esse ano um curso de MBA).

Acho que esses são ótimos objetivos (entre outros que eu tenho) porém me falta um planejamento. Eu sou um cara que consegue normalmente trabalhar sob pressão, e digo mais, me gabo muito por isso. Mas ao mesmo tempo consigo ver que isso não passa de uma desculpa para não me planejar direito.

Mas utilizando de um recurso pouco louvável, o da nivelação por baixo, eu fico impressionado como existe gente muito pior!

Fico pensando as vezes… eu acredito muito no Brasil, mas ao mesmo tempo, duvido muito. Precisamos de uma reforma em todos os níveis do governo. Muita gente culpa os políticos pela roubalheira. Mas esquecem que nós mesmo que permitimos isso.

Muitos dos que reclamam são funcionários públicos, e me digam, o que fazem? Posso afirmar que a maioria está apenas se aproveitando da sua posição e benefícios de serem concursados. Falta uma visão e operação mais corporativa no governo.

Mas ao pensar nisso, voltamos ao assunto principal. Planejamento. Estratégia. Mas como planejar e traçar estratégias em um país onde seus habitantes não conseguem nem ao menos planejar onde estão indo? E é exatamente isso que me motivou a escrever esse post hoje.

Eu sou um cara tranquilo no trânsito normalmente. Mas uma coisa que me deixa profundamente irritado, é o fato de pelo menos metade dos motoristas da cidade não conseguem dar o sinal para mudar de faixa/virar na esquina. DEUS DO CÉU! (Em uma conotação aqui linguística somente, não apelativa a nenhuma religia/crença) É tão difícil assim?

E mesmo que fosse difícil, isso está na lei, somos obrigados a seguir esse procedimento! Mais que isso! É algo básico. Aliás, acho que nem é o fato de não darem a seta. Acho que esse tipo de pessoa nem deve usar os retrovisores. (ênfase no plural, porque conheço muita gente que não utiliza todos)

E procurando a causa para tal comportamento, vejo que na verdade o que falta para as pessoas, é planejamento no sentido mais básico.

Exemplo: Vou da minha casa até o meu trabalho.

Premissas: Eu conheço o caminho. Eu sei onde devo virar.

Planejamento: Alguns metros antes de chegar no ponto de saída/entrada de vias, eu irei me posicionar na faixa correta, seguindo as leis e procedimentos básicos de direção.

Acabou! É só isso!

Agora, a maioria das pessoas não conseguem fazer isso! Elas não pensam onde estão indo, como estão indo e nem estão nem aí se vão ter que entrar à direita daqui a 100 ou 2 metros. O cara que estiver atrás (e possivelmente na faixa correta para realizar a manobra) que se vire! Afinal, eu sou o dono das estradas…

Planejamento e estratégia pode ser aplicado em tudo na nossa vida. Só falta sermos educados para tal. Mas isso é um assunto para outro dia…

Abraços!

The REAL Void?

March 8, 2009 // by Diogo Kamioka

Olá pessoal

A partir de hoje estarei escrevendo nesse blog, como um projeto paralelo.

Criei esse blog pessoal para suprir uma necessidade minha de expor minhas idéias para o mundo, de ter um lugar nesse cyberspace.

Um amigo meu teve essa idéia de criar um blog pessoal, e achei ótima idéia. (http://macskeptic.com/i/gt/u/)

Antigamente eu costumava escrever um blog pessoal, que funcionava como um diário, apesar de eu dizer que não o era. Foi minha primeira experiência com esse mundo dos blogs.

Foi no início da blogoesfera, como é conhecida hoje, nos idos de 2002. Eu era muito mais imaturo do que sou hoje. O blog continua no ar, pode ser acessado em http://lord-k.blogspot.com/ entretanto está abandonado, fazem alguns anos já.

Olhando para ele, me sinto até meio envergonhado, mas acho que é ótimo relê-lo (coisa que faço as vezes). Para ver como mudei.

Este blog.

Agora este blog terá um foco um pouco diferente.

Focarei mais em minhas opiniões sobre fatos do mundo, uma análise mais científica e pessoal. Não irei apenas contar o meu dia a dia e casos engraçados que me aconteceram. Apesar de posts nesse sentido não estarem descartados.

Filling the REAL Void?

A descrição desse blog, possui vários sentidos, como já disse, um deles é preencher essa necessidade que eu tenho de expor minhas idéias e e inflar meu ego pessoal.

Procurei uma frase que descrevesse muito bem minhas intenções, e pensei em colocar: “Filling the void”. Entretanto, dei uma pesquisada rápida na internet e achei o site: http://www.fillthevoid.org/ e que engraçado, é um site devotado em adquirir mais devotos à causa de Jesus Cristo.

Interessante que isso vai de encontro com a minha filosofia de vida. Sou um cara muito cético. Respeito crenças e religiões, entretanto sempre digo que detesto pessoas que impõem suas crenças e religiões sobre os outros.

Este site supracima citado diz que seu objetivo é preencher o vazio que ronda o coração das pessoas. E diz que a única maneira de preenchê-lo é aceitando Jesus.

Bom, eu estou aqui criando esse blog com esse nome, pois gostaria de tratar de preencher o VERDADEIRO vazio. Não concordo com pessoas que dizem para outros que só existe uma única verdade, uma única razão, uma única consequência, um único ponto de vista.

Acho que cada vazio, de cada pessoa é diferente. E não sabemos ao certo, se o vazio é do seu coração, espírito ou mente. (no sentido filosófico de cada palavra)

O que eu gostaria de discutir esporadicamente é isso. Alguns pontos de vista diferente, uma oposição à entrega total e descerebrada à religião, essa lavagem cerebral que estamos acostumados a receber.

Vamos ver se consigo manter esse blog, o bom é que manterei esse blog como hobbie pessoal. Colocarei certos pensamentos que me acometem de vez em quando por escrito, coisa que acho muito boa de se fazer.

Um grande abraço,

Diogo Key Kamioka

Switch to our mobile site